Para se tornar um atleta é necessário que o treinamento se inicie ainda na infância e se estenda por toda a vida profissional. É uma profissão que exige esforço e dedicação constantes, que causa um desgaste físico e mental mas que imortaliza aqueles que conseguem atingir um sucesso no esporte escolhido.

Devido a todo esse empenho ao longo da vida, atletas se aposentam cedo e isso acontece porque o corpo vai envelhecendo e aquela pessoa que era vencedora de prêmios e campeonatos, passa a não conseguir mais apresentar os mesmos resultados.

Pensando nisso é necessário que o atleta se antecipe e comece a planejar a sua aposentadoria do esporte antes da população comum.

Como se Preparar

Tendo em vista a curta duração da carreira de um atleta, se torna necessário planejar de forma eficiente uma aposentadoria satisfatória e um meio de conseguir isso é fazer algum tipo de investimento.

O caso do ex-nadador Gustavo Borges é um ótimo exemplo disso, ele é formado em Economia e abriu algumas academias se tornando um empreendedor mesmo antes de terminar a sua carreira nas piscinas. Agora ele dedica integralmente o seu tempo ao próprio negócio e não precisa se preocupar com viver da renda de patrocinadores ou aparições públicas.

Infelizmente apenas uma pequena parcela dos atletas pensa a longo prazo e levando em consideração a quantidade de esportistas que não atingem o sucesso desejado, isso se torna uma situação preocupante, a grande maioria sequer já olhou seu extrato do INSS.

Existem uma grande variedade de investimentos que podem ser feitos como o investimento financeiro em empreendedorismo, em ações, em imóveis ou mesmo fazer algum Ensino Superior e ter um diploma que garanta a execução de uma segunda profissão depois da aposentadoria dos esportes.

Quem pode ter a Aposentadoria dos Atletas

A Previdência Social passou por uma reformulação e agora os profissionais podem comprovar o tempo de serviço e contribuição por meio de contratos de trabalho, certidões emitidas pelas federações estaduais , Confederações Brasileiras que tenham representação no esporte praticado pelo atleta ou através da Carteira de Trabalho e Previdência Social do Atleta Profissional ou a antiga Carteira de Atleta que deve conter descrições da remuneração e qualquer alteração trabalhista.

Para entrar com o pedido de aposentadoria de atleta basta que o ex-esportiva faça a solicitação junto ao INSS com a documentação necessária e munido da Carteira do Trabalho.

Essa mudança veio como uma facilitadora para os atletas que entravam com pedido de aposentadoria pelo, mas que não tinham como comprovar o vínculo empregatício que não constasse na Carteira do Atleta.

 

 

 

 

Aposentadoria do Esportista Profissional          

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *